Programa executivo de Harvard para ampliação de programas para a primeira infância

Demonstrar que um projeto beneficia crianças pequenas é uma coisa; entregar esse modelo em escala, para beneficiar milhões de crianças, traz desafios completamente diferentes. Junto com a Escola de Governo John F. Kennedy na Universidade de Harvard (HKS), a Fundação desenvolveu um programa de educação executiva, com duração de uma semana, voltado para profissionais que trabalham no dimensionamento de iniciativas de programas para a primeira infância.

Os desafios de projetos em larga escala

O programa não é sobre a primeira infância em si, mas sobre liderança, pensamento estratégico e habilidades necessárias para expandir em larga escala iniciativas focadas na primeira infância.

Modelos de prestação de serviços a crianças e famílias que trabalham em um projeto-piloto ou em pequenas áreas geográficas não necessariamente trabalharão em escala. Os desafios incluem formar novos funcionários; adaptá-los a novos contextos e populações que podem ter necessidades ou expectativas diferentes; manter um nível consistente de qualidade; encontrar sinergias e evitar sobreposições com os serviços existentes que atuam em larga escala; e construir apoio político e demanda popular para garantir sua sustentabilidade.

Um curso de formação para profissionais

A Fundação tem apoiado a Escola de Governo John F. Kennedy na Universidade de Harvard no desenvolvimento de um programa de educação executiva, com duração de uma semana, direcionado a equipes de altos funcionários governamentais, ONGs e líderes empresariais, pesquisadores e pessoal de fundações de todo o mundo, trabalhando para identificar e dimensionar iniciativas mundiais focadas no desenvolvimento da primeira infância.

O programa é desenvolvido pela faculdade sênior da Escola Kennedy e será ministrado pela faculdade de Harvard. As equipes serão apoiadas para continuar colaborando nos meses e anos seguintes ao programa. Abril de 2017 marcará o segundo ano do programa, tendo sete equipes e 44 participantes de vários países participando do curso. Os grupos foram cuidadosamente selecionados pela nossa equipe de seleção de Harvard. Todos os grupos são de países em que a Fundação está trabalhando ativamente, exceto por dois grupos compostos por dois de nossos parceiros.

A participação é apenas por convite – lamentamos não poder aceitar pedidos.

O objetivo de cada equipe participante em 2017 é:

  • Brasil: Ampliar o programa ‘Criança Feliz’, um programa de visitas domiciliares integrado ao programa Bolsa Família (programa de assistência social) que capacitará o desenvolvimento infantil e / ou agentes de saúde para dar apoio familiar a famílias vulneráveis.
  • Libéria (Open Society Foundation): Fornecer acesso a serviços de primeira infância de qualidade aos cuidadores e crianças desde o pré-nascimento até a entrada no ensino fundamental
  • Costa do Marfim: Ampliar as iniciativas da primeira infância na Costa do Marfim usando o setor de saúde e nutrição
  • Israel: Melhorar o desenvolvimento da primeira infância e experiências urbanas para famílias de rendas baixa e média em Tel Aviv
  • América Latina (Ministros selecionados pela UNASUR – União de Nações Sul-Americanas): Concentrar-se no problema do atraso do crescimento infantil, através da expansão da nutrição, da maternidade e paternidade, juntamente com ministros e vice-ministros da saúde do Peru, Paraguai, Equador e Bolívia
  • Holanda: Promover o desenvolvimento saudável da criança (reduzindo os fatores de risco da obesidade infantil), focando no bem-estar emocional e na maternidade/paternidade responsiva e confiante, bem como na promoção de um estilo de vida saudável para toda a família.
  • Índia: Ampliar ambientes melhores de aprendizagem, demonstrar uma melhor proficiência linguística e preparo para a escola com um modelo de língua materna baseado na educação multilíngue para primeira infância em 7202 Anganwadi Centers (‘Abrigos de quintal’ na língua Hindi)

Com base em sucessos no Brasil

O programa segue o sucesso de uma iniciativa semelhante dirigida pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal e pelo Centro de Harvard para o Desenvolvimento Infantil para os quais a Fundação Bernard van Leer forneceu financiamento. Foram treinados 125 líderes brasileiros dos setores público e privado, para que compreendessem melhor a ciência do desenvolvimento da primeira infância.

Foram incluídos membros da Câmara Federal e do Senado, de vários partidos políticos, que juntos elaboraram uma nova lei – o Marco Legal da Primeira Infância – que, como o nome diz, trata da promoção do desenvolvimento da primeira infância.

Posteriormente, dois dos membros que receberam treinamento se tornaram prefeitos, em Boa Vista e Arapiraca, e começaram a implementar políticas municipais em benefício das crianças pequenas.