Plataforma brasileira compartilha ideias inspiradoras para ações relacionadas à Primeira Infância na América Latina

Publicado 23 de julho de 2021

Após um edital de chamamento público que aconteceu no início desse ano, o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) selecionou mais de 60 ideias inspiradoras voltadas para bebês, crianças e cuidadores de toda a América Latina. Estas ideias – todas implementadas com sucesso – são apresentadas na Arbo, uma nova plataforma online, com projetos relacionados às categorias:

  1. projetos e obras
  2. políticas publicas
  3. estudos técnicos ou pesquisas acadêmicas
  4. mobiliário urbano
  5. comunicação visual e design
  6. intervenções educacionais e culturais

A plataforma pretende servir de inspiração para gestores públicos, arquitetos, urbanistas e pesquisadores, compartilhando inovações e boas práticas, e criando conexões entre diferentes atores.

Guias para o desenvolvimento de bairros amigáveis à primeira infância

O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) também criou quatro guias para a construção de bairros amigáveis à primeira infância. As recomendações elaboradas pelo Instituto foram inspiradas em uma série de guias semelhantes desenvolvidos na Índia e adaptadas ao contexto brasileiro.

Estes Guias para o desenvolvimento de bairros amigáveis à primeira infância são uma série que consiste nas seguintes quatro publicações:

  1. Estruturação de políticas públicas: orienta os formuladores das políticas públicas sobre como considerar as necessidades de bebês, crianças pequenas e seus cuidadores no planejamento de bairros, a fim de criar locais públicos seguros, verdes, acessíveis, lúdicos e inclusivos.
  2. Manual de políticas públicas: mostra uma visão geral das políticas públicas com o intuito de fornecer suporte técnico e jurídico nas intervenções urbanas destinadas ao desenvolvimento de bairros amigáveis à primeira infância.
  3. Diretrizes para desenho urbano: traz exemplos de boas práticas para o alcance dos objetivos traçados na publicação anterior.
  4. Indicadores para monitoramento: apresenta métodos e indicadores para avaliação dos resultados das intervenções após a criação de bairros amigos da criança.